Seja bem vindo! Confira as matérias mais recentes mais abaixo rolando a página. Confira em nossos arquivos outras imagens e assuntos pela barra lateral a direita. Obrigado.

sábado, 26 de março de 2011

REVISTA

Luis Pereira Bueno, Piquet e Mavecos... fotos nas matérias.

Enquanto as minis 1:64 dos mavecos e Cia. vão sendo produzidas, uma postagem de 'lazer'.

Assim hoje uma postagem 'tipo REVISTA'! Um 'Fanzine', com três matérias.
Vamos a primeira das três 'matérias':

#PIQUET NO REBOLIÇO

Divisão 1, 1976. Em fotos publicadas na revista AutoEsporte de maio de 1976 podemos ver Nelson Piquet, que viria a sagrar-se tri-campeão mundial de formula 1, pilotando um maverick na extinta categoria 'Divisão 1' de automoveis de turismo.
Por exigência do regulamento os pilotos corriam em duplas. Piquet formava dupla com Guaraciaba, este que, viria a fazer dupla com Luis Estevão no ano seguinte.
Ainda que farto, em relação a hoje, as revistas não regava seus leitores com vastas imagens e quase sempre eram os memos 'carros' a ilustrar as boas reportagens. Essas sim, sempre com uma cobertura que nos colocava dentro do evento. Claro que hoje, passados tantos anos, e com o advento da web, blogs entre outros, muito mais informação tem emergido ao que dispunha-mos na época. Mas com certeza, à aqueles que como eu cresceram devorando 'aquelas' paginas, sempre a espreita na banca de jornal pelo anseio de um novo numero, mais informação e mais imagens de nossos ídolos, aquelas revistas e suas paginas eram o tesouro de uma juventude de entusiastas por automobilismo. Do ano de 1976 me carecem alguns exemplares da revista AE, mas não creio que existam outras fotos que registrem Piquet em outros numeros da mesma publicação, pois do contrário creio que estariam escaneadas em algum site da web.
Os buscadores de imagens e os sites de informação são hoje praticos provedores do conhecimento histórico mas, abrir um autentico exemplar impresso de época e discorrer o olhar pelo texto que nos faz acelerar junto é saudosamente insubstituível.

Abaixo, Piquet e seu Maverick 'Crush'. Crush-marca de refrigerante sabor laranja.

Nelson Piquet - entre outros, campeão brasileiro de formula super-V; Campeão ingles de formula 3 (BP); tri-campeão mundial de formula-1;campeão do procar(preliminar de formula 1 com automóveis BMW M1 e pilotos convidados como Lauda, Laffite, Regazzoni...);Vencedor das Mil Milhas em dupla com o filho (com Aston Martin).

Nota: Em breve mini 1:64 deste maveco para homenagear um dos nossos grandes pilotos e figura ímpar do nosso automobilismo esportivo, nacional e internacional.


# DECAIS DOS MAVECOS

Essa semana ficaram prontas as decais a serem usadas nas minis dos mavecos 1:64. Foram dias de pesquisa em publicações de época. Seguiram-se mais de 35 horas de desenho e finalmente... nas mãos. Analogamente, com ressalva para as proporções, como uma mãe que gestou por 9 meses e agora o bebe repousa em seus braços (em meu caso, nas mãos!).
O anseio por recortar e aplicar é imediato. A qualidade tecnológica de hoje permitiram a impressão em um tamanho tão ínfimo que é preciso quase uma lupa para ler algumas inscríções fiéis a escala e ao original, tal como o nome dos pilotos que vão a porta à linha do friso de acabamento da área de vidro. Coisa entre 3 mm x 0,4mm!
Para evitar uma clonagem diretamente aqui do blog a foto que exibe as decais são propositadamente distorcidas e de baixa qualidade.
Na primeira imagem é possível observar vários conjuntos amarelos que vem a ser as 7 opções de lay-out da equipe Greco, retratando corridas distintas, vencidas entre outros, por José Carlos Pace (Môco). Ao canto direito na primeira imagem, decais para o Hollywood Berta.
Em close, na foto 2.
Assim que houverem minis finalizadas serão fotografadas e publicadas aqui no blog.




#HOMENAGEM A LUIS PEREIRA BUENO

Meu ex-sõcio e agora 'apenas' amigo descobriu recentemente os 'prazeres' do autorama réplica, representado em várias marcas fabricantes desses carrinhos.
Tal como em outras temáticas, os entusiastas que aventuram-se por essas pradas não contentam-se com um modelo apenas. O triste é que não há como conjugar perfomance e cuidado de colecionador com essas maravilhas miúdas.
Nesse refazer da frota um Aston Martin 'sobrava' na caixa. Esse havia sido o primeiro carro do meu amigo e um largo sentimento aureava o mesmo. Como o cetro de uma dinastia tal viatura foi passada para minhas mãos com um certificado verbal que me garantia o direito de refazer sua pintura, em que, eu, fã de Nelson Piquet iria reproduzir as cores do carro da vitória nas mil milhas brasileiras.
Começou-se a tentativa de retirada da camada desgastada e ferida da pintura original.
Em vão. Mas...antes de tentar o alcool... resolvi partir para algo mais 'hard': removedor de tinta automotiva.
Claro... 'experiente' e 'sabido' como eu sou, prossegui a um teste em um pequeno espaço do carro.
Pincelei o tal removedor e aguardei. Tinta empipocou... Yes! um grito de 'vitória' se apossou. Agora vamos prosseguir ao resto do carro. Diz o ditado que a pressa é inimiga da perfeição e que apressado come crú... no meu caso, nem comi!
Mergulhei a carroceria dentro da lata. Primeiro a traseira, ainda que já tivesse 'melado' a parte dianteira. Segundo a lei de Murphy, se algo pode dar errado, com certeza dará. Soa a campainha...era meu amigo, o mesmo do Aston Martin. Deixara o carro aberto e não ia entrar em casa...e ficamos a trocar conversas ali ao portão. Implacável... o ponteiro do relógio avançou...e lá ficou meu Aston...nas 'profundezas predadoras' desse poderoso solvente.
Fim da conversa...entro, sigo diretamente para a lata...puxo a carroceria para enfim lavar e retirar o que deveria sobrar daquilo que outrora era uma pintura.
Silêncio. Foi assim por alguns minutos eternos... segui-se uma vontade de berrar e os santos se afastaram de mim naquele momento. Se eu fosse o Superman teria feito como ele no primeiro filme e teria voado ao redor da Terra até que ela rotacionasse ao contrário e voltasse o tempo, eu tiraria o meu Aston de dentro da lata antes de seu quase ultimo suspiro.
De volta a realidade... uma equipe de resgate inteira encarnou em mim. Lava...esfrega...o plastico continuando a derreter (balão de oxigênio....injeta na veia....disfibrilador).
Só restou-me colocar a descanso aquela carcaça de plástico que agonizava a antiga existência.
Dias se passaram e eu com profundo pesar por ter praticamente colocado a cabo algo que possuíra valor sentimental para o meu amigo e que com apreço fora me doado.
A solução parecia comprar um outro Aston...talvez usado e 'implantar' no, agora meu, chassi.
Enquanto meu 'grande' amigo, vendo a minha agonia fazia planos de presentear-me com outro Aston noviiiinho e com atenção para não dar fim desta vez, eu já estava a fazer planos de recuperação daquele que não morrera.


Desenhos..estudos...(vou fotografar alguns e postar por aqui)... e nesse meio tempo...um de meus ídolos do automobilismo, que acompanhei por minha infância... 'is dead'. Luis Pereira Bueno nos deixava nesse ano de 2011. Ele, que escolhera o numero 11 como seu numeral de corrida faleceria em 2011 (Luis chegou a utilizar o numero 47-uma história também- e o numero 1. Curiosamente, a soma dos algarismos 4 e 7 dá 11. Não, não sou numerologo).
Diante deste fato, decidi. Iria fazer uma pintura que reportasse a dois momentos marcantes da vida de Luis Pereira Bueno nas pistas.
Assim surgiu a pintura Hollywood descascando e reveleando por baixo uma pintura alusente a utilizada no Bino, carro que lhe possibilitou inúmeras vitórias...

Antes disso, um trabalho de construção em chapa de plastico estireno foi necessário.
As fotos ainda não apresentam o carro finalizado. Resta polimento, aplicação de acessórios e o piloto com o capacete personalizado do Luis.

Seguem as fotos:


O que sobrou da carroceria do Aston SCX


..de chorar...

Abaixo, fotos da carroceria reconstruída, em que a parte branca é a parte nova feita em chapas de plástico. Não buscou-se recompor o design original da Aston Martin, mas como uma releitura foi dado um novo desenho.



A traseira teve inspiração nos Corvetes.



Abaixo, perfil do lay-out escolhido para configurar o carro...


...o carro ainda não está com a asa traseira instalada, entre outros adereços...



...na entrada de ar frontal haveria um 'anel' em tom verde bandeira e os 'Gurney´s' seriam em azul marinho, mas abandonei a idéia.


Uma colocação devida:logo da alfa.



Os dois Aston descansando lado a lado.









Um comentário:

Seguidores