Seja bem vindo! Confira as matérias mais recentes mais abaixo rolando a página. Confira em nossos arquivos outras imagens e assuntos pela barra lateral a direita. Obrigado.

sexta-feira, 9 de março de 2012

PINTURA

VERDE LIMÃO E CASCA DE LARANJA


Challenger - modelo Minichamps

Olá, por diversas postagens tenho falado por aqui sobre pintura e finalização.


De fato, a qualidade do acabamento, seja ela uma miniatura ou carro em tamanho real, será o porta-voz final da beleza do objeto. Muitas vezes, independentemente da cor escolhida, ou mesmo das combinações dessa.


Há alguns anos atrás, chegou ao Brasil um processo de aplicação à pintura chamado de Cristalização, que logo se popularizou nas mais diversas publicações impressas por aqui. Em geral, um processo que consiste no 'lixamento' da pintura com o objetivo de ora retirar 'material' que sofreu ações do temo, ora para nivelar imperfeições durante o processo da pintura. Após essa etapa, um novo polimento confere novamente o brilho à pintura, desta vez em qualidade de 'espelho' (a esse processo, produtos especificos são utilizados, sejam abrasivos ou ceras especiais que darão proteção por longo período à pintura). Outras vezes, uma nova camada de verniz é aplicada, antes do procedimento acima.


Nas miniaturas JULIO passam por um processo similar, buscando conferir um acabamento mais fino e condizente com o objeto. Vale ressaltar que o objeto é reduzido, mas não o meio, ou seja, a tinta e seus pigmentos ainda estão na escala 1:1. Excesso de brilho poderá transformar a miniatura em algo por demais artificial...mas igualmente se a superficie apresentar o aspecto, denominado na funilaria, 'casca de laranja'.


Os jatos de tinta pulverizado, pela consistencia dessa e pressão aplicada, mais o grau de secagem, conferem a superficie pintada um aspecto similar a casca da fruta: 'laranja'. Uma porosidade vista a olho nu com muita facilidade. Se em um carro tamanho 1:1 isso já não produz um bom efeito, pior o será em escala.




Assim, trago no post de hoje, algomas fotos de um modelo da marca Minichamps. A marca, reconhecida pela qualidade de suas minis e pela vasta opção no catalogo de produtos, possui também, aqui no Brasil, preços não tão atrativos.


A miniatura presta a seu propósito, não fosse pelo fato do acabamento de sua pintura. Essa, além da porosidade, apresenta também, na tampa da mala, um certo 'craquele'.




O exemplo aqui trazido alimenta o orgulho da marca JULIO para com o acabemento de seus modelos, em um tamanho que algumas vezes menor.


Esse é apenas um dos diferenciais de um produto produzido em larga escala com outro que é fabricado artesanalmente.


Além da exclusividade por um baixo numero de peças produzidas, a JULIO oferece de 'plus' ainda uma pintura que confere beleza e admiração por parte de quem observa.










2 comentários:

  1. Incrível mesmo é o detalhe do teto do maverick 4 portas. Parece aqueles tecidos dos anos 70 nos carros de verdade. Bota na minha lista: brasília do Ingo, Karman do Pace, dodge 71 (grêmio).
    Marcio

    ResponderExcluir
  2. Essa cor ficou linda...parabéns.Não quer seguir meu blog também...

    ResponderExcluir

Seguidores